Search
Close this search box.
P U B L I C I D A D E

“Prejuízos aos pescadores”: pesca artesanal da tainha acaba

Interrupção ocorre porque 90% da cota coletiva foi alcançada. Governo catarinense diz que estuda medidas para reverter situação.
Modalidade começou no dia 15 de maio. | Foto: Ricardo Wolffenbüttel / SECOM

Redação PIXTV (Site)

6 de junho de 2024

atualizado às 15:45

Após 19 dias do início da temporada de 2024, o Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) determinou o encerramento da pesca artesanal de emalhe anilhado da tainha. Segundo comunicado emitido pelo órgão na noite de segunda-feira (3), a interrupção, em menos de um mês, ocorreu porque a safra já alcançou 90% da cota coletiva de 586 toneladas estabelecida pelo Governo Federal em 2023.

A abertura da modalidade, predominante nos litorais de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo, aconteceu no dia 15 de maio. Em contrapartida, a pesca industrial de tainha teve início no dia 1º de junho e seguirá até 31 de julho ou até atingir as cotas estabelecidas (480 toneladas).

O governo catarinense manifestou descontentamento com a notícia. De acordo com o secretário de Aquicultura e Pesca, Tiago Bolan Frigo, a restrição prejudicará os pescados do Estado. Ele disse que medidas para tentar reverter a situação estão sendo estudadas. Veja a declaração completa abaixo:

VEJA TAMBÉM:

modelo siteYT (5)
“Divertida mente 2“: pré-venda começa no Beiramar Shopping
53799442511_e2fb428078_h
Influenciadora de SC é perseguida por stalker do RJ
Fast
PIXTV chega no FAST
12112704_500618_GD
RS: família comandava esquema de desvio de doações em Esteio
furto-01
Homem sofre roubo à mão armada em Imbituba (SC)
P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E