Search
Close this search box.
P U B L I C I D A D E

Suspeitos de envolvimento em mortes são presos em operação no RS

31 ordens judiciais foram cumpridas nas cidades de Porto Alegre, Canoas, Gravataí, Cachoeirinha, Sapucaia do Sul e Charqueadas.
Operação Divisa é deflagrada no combate a crimes dolosos contra a vida na capital gaúcha e Região Metropolitana. | Foto: Miguel Noronha

Redação PIXTV (Site)

25 de junho de 2024

atualizado às 11:18

Na manhã desta terça-feira (25), a Polícia Civil do Rio Grande do Sul, por meio das Delegacias de Polícia de Homicídios (DPHPP) de Gravataí e Canoas, deflagrou a Operação Divisa, contra crimes de homicídios, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e extorsão em Porto Alegre e Região Metropolitana. Dez pessoas foram presas durante a ofensiva. Além disso, seis armas e munições foram apreendidas.

Mais de 170 policiais civis, com o apoio da Brigada Militar, cumpriram 31 ordens judiciais nas cidades de Porto Alegre, Canoas, Gravataí, Cachoeirinha, Sapucaia do Sul e Charqueadas. A ação também contou com a participação da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil do RS e da Core/RJ.

Em Canoas, as investigações recaem sobre a prática de homicídio qualificado ocorrido no mês de março. Na ocasião, a vítima foi executada a tiros em Porto Alegre e seu corpo foi encontrado em Canoas. De acordo com a corporação, as medidas cautelares relativas a este inquérito foram cumpridas nos municípios de Porto Alegre, Canoas e Cachoeirinha.

O Delegado Arthur Hermes Reguse, titular da DPHPP/Canoas, ressalta que “se trata de uma investigação qualificada, em que a vítima foi executada a tiros na capital do Estado, mas transportada de veículo até a cidade de Canoas. Com essa movimentação, o objetivo dos criminosos era ocultar o cadáver e, dessa forma, se esquivar da responsabilização penal.”

Já em Gravataí, indivíduos são investigados por delitos de homicídio doloso qualificado por motivo fútil, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e extorsão. Conforme a polícia, os suspeitos teriam envolvimento em dois homicídios ocorridos nos meses de março e maio em Gravataí, ambos teriam sido praticados por meio do emprego de armas de fogo de uso restrito.

Também foram alvos da operação os suspeitos de terem dado causa a um suicídio na cidade de Gravataí. Durante as investigações, foi identificado que, após sucessivas extorsões e ameaças durante a aplicação do chamado Golpe dos Nudes, a vítima acabou tirando a própria vida. As medidas cautelares foram cumpridas em Sapucaia do Sul, Gravataí, Porto Alegre e Cachoeirinha, assim como no interior da Penitenciária Estadual do Jacuí (PEJ).

VEJA TAMBÉM:

Friends choosing a movie to watch together at home, video on demand concept
Fim da pirataria da TV a cabo, também conhecidas como gatonet.
policia-militar-2-800x600
Mãe e filho morrem em grave acidente na BR-282, em Lages (SC)
1707322309902
PIXTV agora está na plataforma de streaming Zapping
sirene-50992-51979-58637-79519_80157
SC: mulher é encontrada morta e com sinais de violência dentro de casa
dasdfG
SC: professora fica cerca de 25 horas desaparecida em Imbituba
P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E