Search
Close this search box.
P U B L I C I D A D E

Porto Alegre: limpeza interna do Mercado Público é retomada

Ainda não há prazo para reabertura do local para o comércio.
Limpeza do Mercado Público de Porto Alegre. | Foto: Julio Ferreira / PMPA

Redação PIXTV (Site)

29 de maio de 2024

atualizado às 10:01

O Departamento Municipal de Limpeza Urbana de Porto Alegre retomou nesta terça-feira (28) a limpeza da área interna do Mercado Público de Porto Alegre, no Centro Histórico, após uma paralisação por causa das chuvas de quinta-feira (23).

Os serviços de limpeza das superfícies incluem a remoção do lodo por meio de jatos (hidrojateamento) e auxílio de caminhão-pipa. A Vigilância Sanitária municipal também orientou sobre como fazer a desinfecção do local.  

O custo de toda a operação de limpeza e desinfecção do prédio está estimado em R$ 284 mil pela prefeitura. A estimativa é que a operação dure até 5 dias.

Em uma segunda etapa, a prefeitura permitirá que os comerciantes do Mercado Público de Porto Alegre avaliem os prejuízos e realizem o descarte de resíduos, com o auxílio do Departamento Municipal de Limpeza Urbana.

O prédio histórico ficou alagado pelas águas do Lago Guaíba por quase três semanas. O nível do Guaíba chegou ao recorde de 5,33 metros, em 5 de maio. Mas, no local, a cota de inundação é de 3 m. O cenário encontrado após o auge da inundação foi de lixo acumulado, lodo e estruturas das lojas e mobiliários destruídos. Até o alagamento, o espaço contava, ao todo, com 104 bancas na parte interna e lojas na parte externa.

O mercado de Porto Alegre é o mais antigo do Brasil. Além de ser o principal centro de abastecimento de alimentos da cidade, o prédio é um ponto turístico, sobretudo pela atividade gastronômica.

A Associação dos Permissionários do Mercado Público de Porto Alegre aponta que há cerca de 1 mil trabalhadores empregados, que ainda conta com outros 700 colaboradores indiretos.

Ainda não há prazo para reabertura do mercado ao público.

Força-tarefa

As equipes do Departamento Municipal de Limpeza Urbana atuarão nos trechos onde a água baixou. Nesta terça-feira, a força-tarefa para limpar a cidade após a enchente esteve em dez localidades nos bairros Menino Deus; Cidade Baixa; Centro Histórico; Floresta; São Geraldo; Vila Elizabeth e Vila São Borja, em Sarandi; Navegante; Lami; e Belém Novo.

Desde 6 de maio, quando a limpeza começou nos pontos de resgate, até a noite desta segunda-feira (27), foram retiradas 13,6 mil toneladas de resíduos das ruas, como restos de móveis estragados, raspagem de lodo acumulado e varrição. 

Em áreas inundadas, os serviços de limpeza terão início somente após a água da enchente recuar.

Fonte: Agência Brasil

VEJA TAMBÉM:

12112704_500618_GD
RS: família comandava esquema de desvio de doações em Esteio
WhatsApp Image 2024-06-10 at 09.40
Pane mecânica em carro causa acidente e morte em Itajaí (SC)
modelo siteYT (7)
Em meio a tragédia no RS, histórias resistem às águas
Fast
PIXTV chega no FAST
modelo siteYT (2)
VÍDEO: veja como foi a prisão de chefe de facção do RS em Garopaba (SC)
P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E