Search
Close this search box.
P U B L I C I D A D E

SC tem redução de mortes violentas, aponta levantamento da Polícia Civil 

Dados da Diretoria de Inteligência mostram redução em assassinatos e latrocínios nos primeiros nove meses do ano, em comparação com o mesmo período de 2022.

Redação PIXTV (Digital)

27 de setembro de 2023

atualizado às 11:09

A Polícia Civil de Santa Catarina divulgou, nesta terça-feira (26), o balanço anual de mortes violentas no Estado nos primeiros nove meses do ano, em comparação com o mesmo período de 2022. Os números da Diretoria de Inteligência revelam que três indicadores importantes estão em declínio: latrocínios com redução de 78,95%, homicídios com queda de 3,32%, e lesão corporal seguida de morte com menos 7,69%.

Segundo o levantamento, neste ano a corporação prendeu 57,18% a mais do que nos nove primeiros meses do ano passado. Isso representa 4.258 prisões contra 2.709 em igual período de 2022. Foram ainda cumpridos 5.689 mandados de busca e apreensão, contra 3.663 no ano anterior.

De acordo com o delegado-geral da PCSC, Ulisses Gabriel, a análise indica que todos os índices de crimes violentos, nestes primeiros nove meses do ano, estão melhores que os dados de 2022. O delegado-geral destacou que Santa Catarina é uma referência nacional em segurança pública. “Com todos os investimentos feitos desde o início do ano e diretrizes do governador Jorginho Mello, conseguimos equilibrar o número de homicídios, latrocínios e lesão corporal seguida de morte”, assinalou.

Ulisses ainda destacou que a Polícia Civil tem um planejamento estratégico para os próximos 10 anos, que contempla as necessidades dos servidores, da instituição e da segurança pública dos catarinenses. “Estamos implementando novos processos na gestão da PCSC que permitem ao policial civil se dedicar à atividade-fim”, disse Ulisses.

Como exemplo desse aperfeiçoamento, o delegado-geral citou o Sistema Único de Denúncias, que por meio de Inteligência Artificial faz com que as denúncias sejam encaminhadas diretamente à delegacia especializada. “Nossa ideia é sempre melhorar a gestão para que o policial fique liberado para fazer um trabalho dando uma resposta efetiva à população. Trabalhamos pautados na melhoria de atendimento à população”, assinalou.

Dados da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Santa Catarina. | Foto: Secom/Divulgação

Fonte: SECOM SC

VEJA TAMBÉM:

modelo siteYT (5)
“Divertida mente 2“: pré-venda começa no Beiramar Shopping
53799442511_e2fb428078_h
Influenciadora de SC é perseguida por stalker do RJ
Fast
PIXTV chega no FAST
12112704_500618_GD
RS: família comandava esquema de desvio de doações em Esteio
furto-01
Homem sofre roubo à mão armada em Imbituba (SC)
P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E