Search
Close this search box.
P U B L I C I D A D E

RS: duas pessoas são presas em operação contra lavagem de dinheiro do tráfico

Sete mandados foram cumpridos em Porto Alegre, Alvorada e Caxias do Sul.
Operação D2D combate crimes de lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas. | Foto: Divulgação/PCRS

Redação PIXTV (Site)

9 de julho de 2024

atualizado às 15:26

Duas pessoas foram presas pela Polícia Civil nesta terça-feira (9) em uma operação que descobriu um esquema de lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas na Serra do Rio Grande do Sul. Cerca de 40 policiais civis cumpriram sete mandados de busca e apreensão e também apreenderam drogas.

WhatsApp Image 2024 07 09 at 09 54 26 (1)
--

Após dois anos de investigações conduzidas Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Caxias do Sul, a operação "D2D" culminou na desarticulação financeira de um grupo criminoso especializado na distribuição de cocaína e crack para as cidades de Caxias do Sul e Ipê. De acordo com a Polícia Civil, o grupo atuava há anos, de forma discreta, atendendo a uma clientela selecionada.

Os sete mandados de busca foram cumpridos nas seguintes cidades: 1 em Porto Alegre, 1 em Alvorada, na Região Metropolitana da Capital gaúcha, e 5 em Caxias do Sul, nos bairros São Pelegrino, Centro, Floresta, Fátima e Rio Branco.

Quatro imóveis foram sequestrados, sendo três localizados em Caxias do Sul, (bairros Nossa Senhora de Lourdes, Exposição e Floresta) e um na cidade de Alvorada. Além disso, quatro veículos utilizados pelos criminosos foram sequestrados e 62 contas bancárias bloqueadas. Segundo a corporação, o patrimônio sequestrado e bloqueado representa um prejuízo estimado em 4 milhões de reais à estrutura financeira do grupo.

Cinco das oito pessoas investigadas são da mesma família

Ao longo do tempo de investigação, foram presos dois homens e uma mulher, todos integrantes do grupo criminoso e quatro quilos de drogas apreendidos. As autoridades apreenderam cocaína, crack e maconha, além de documentos relevantes para o andamento do procedimento investigativo.

Ao todo, oito pessoas foram investigadas, das quais cinco são da mesma família. "A investigação mostrou que, com os lucros da venda de drogas, o grupo adquiria imóveis na serra gaúcha e no litoral com dinheiro em espécie e os revendia pouco tempo depois por valores mais altos, executando manobras financeiras com intuito de ludibriar os órgãos fiscalizadores", informou a Polícia Civil.

VEJA TAMBÉM:

xr:d:DAFzODDKO9c:3,j:4388040100368043679,t:23110416
Homem que matou vendedor de paçocas em Blumenau (SC) é condenado
2534620-800x445
Homem se masturba e tenta agarrar mulher em praia de Imbituba (SC)
Fast
PIXTV chega no FAST
pescador-desaparecido-1
Corpo de pescador é encontrado em praia de SC
DJI_0923
Terremoto no Chile provoca tremores de terra em cidades de SC
P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E